Alimentos produzidos serão utilizados na merenda dos estudantes

“Eu já vi uma couve no Show da Luna! Ela tem uma folha larga e, quando, perde o ar, fica toda murchinha”, relembra o pequeno Alexandre, 08 anos. Nas conexões entre o universo lúdico do desenho animado e a vida real, o garoto se surpreende com a possibilidade de plantar e consumir a couve produzida bem ali onde ele estuda, na Escola Estadual Maria Rita Lyra de Almeida, no bairro do Trapiche da Barra, Maceió. Nesta sexta-feira, 19, a unidade educacional ganhou uma horta hidropônica, construída a diversas mãos, pelo Mutirão do Voluntariado Braskem.

“Além do envolvimento das pessoas na construção e montagem da horta, trabalhamos a utilização do plástico, de forma a criar sustentabilidade e proporcionar novas possibilidades para a comunidade. E tudo isso acontece dentro de uma escola, ou seja, há ainda a questão da educação, da preparação dos jovens para o futuro. Isso é fundamental. Estamos muito felizes em perceber o quanto esse projeto dos mutirões tem crescido na Braskem”, afirma o gerente de Relações Institucionais da empresa, Milton Pradines.

O Integrante da Braskem, Ronaldo Sá de Lucena, participa pela segunda vez do projeto como voluntário. Para ele, o trabalho é gratificante. “A principal lição é a de que fazer algo de bom para as pessoas traz uma satisfação pessoal. Nós nos sentimos bem fazendo o bem. Neste mutirão de hoje, por exemplo, percebemos o quanto a direção da escola esperava por um projeto como esse, que possibilita às crianças aprenderem sobre hidroponia, algo muito interessante, que de fato será desenvolvido dentro do ambiente da escola e pode ser levado para a casa das pessoas”, diz.

Segundo Maria Aparecida Nascimento da Silva, articuladora de ensino da Maria Rita Lyra de Almeida, a intenção da escola é justamente incentivar a hidroponia em outros espaços, a partir do envolvimento das famílias dos estudantes. “A comunidade aqui é muito carente e precisa de iniciativas desse tipo, por isso, pretendemos expandir, sensibilizar os pais, como parceiros, para criar outras hortas, em espaços maiores da escola e, se possível, em alguns quintais da comunidade. É um sonho”, vislumbra.

Próximo mutirão

Os mutirões são promovidos pela Gincana do Voluntariado Braskem em Alagoas e integram um projeto global da empresa. O objetivo é reunir integrantes, parceiros e convidados para a realização de ações coletivas que contribuam com a melhoria da qualidade de vida das comunidades atendidas. O próximo mutirão acontecerá na quarta-feira, 24, na Escola Municipal Dona Maria de Araújo Lobo, na Travessa da Barra, em Marechal. A unidade educacional será inserida no prog rama de coleta seletiva da cooperativa dos catadores do município, com as informações e ajustes necessários para o descarte dos resíduos de forma mais adequada.

Sobre a Braskem

Com uma visão de futuro global, orientada para o ser humano, os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico. É a maior produtora de resinas das Américas, com produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, e receita líquida de R$ 50 bilhões em 2017. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EU A, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support