O município de São Domingos do Sul, na Região Norte do Rio Grande do Sul, teve o melhor resultado na área de educação no Índice de Desenvolvimento Socioeconômico da Fundação de Economia e Estatística (FEE). A pesquisa divulgada nesta quarta-feira (7) foi elaborada com base em dados de 2014, com objetivo de avaliar a situação de renda, educação e saúde das cidades gaúchas.
Segundo a FEE, o município teve o melhor conjunto de indicadores, e atingiu o índice máximo nas taxas de matrícula bruta da pré-escola e do ensino médio. Além disso, teve alto desempenho nos exames de proficiência do ensino fundamental.

O índice da cidade foi de 0,842, enquanto o estado teve média de 0,697 no bloco educação. A cidade tem apenas 3 mil habitantes e, apesar de estar longe de ter um nível de renda destacável, consegue investir em educação de qualidade para a população.

O prefeito de São Domingos do Sul, Fernando Perin, explica que, para isso, investe mais que o percentual exigido. “Nós estamos investindo mais que os 25% que é de obrigação do município investir em educação e isso acaba tornando a nossa educação mais eficiente”, afirma.

As aulas são em turno integral, o que faz com que os alunos não aprendam apenas a ler e escrever, mas sim tenham acesso a profissionais de saúde e nutrição dentro da escola. Também contam com até nove oficinas por semana, entre elas de capoeira.

Segundo o secretário de Educação da cidade, Douglas Zabot, o bom desempenho se deve aos professores. “Um dos quesitos importantes é o comprometimento dos professores, a formação e o empenho deles em trabalhar em formar alunos”, ressalta.
São três escolas no município: uma de Educação Infantil, que atende 115 bebês e crianças, outra de Ensino Fundamental e a de Ensino Médio, que também contam com números positivos. A cidade atingiu o índice máximo nas taxas de matrícula, e todas as crianças estão devidamente inscritas e estudando.

Em função dos números a favor da educação na cidade, a escola de ensino médio não tem vagas disponíveis por causa da procura de estudantes de outros municípios.

Além de liderar o ranking do Idese, São Domingos do Sul alcançou um alto grau Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. A diretora da Escola Frederico Benvegnú, responsável por formar alunos do ensino médio na cidade, Isalete Maria Carminatti afirma que os alunos saem de lá com o futuro acadêmico garantido.

“Os alunos saem daqui e vão para universidades públicas, e inclusive as privadas também, e passam direto”, confirma.
As cidades que ficaram em segundo e terceiro lugar na lista do desenvolvimento da educação do estado foram, respectivamente, Nova Petrópolis (0,840) e Picada Café (0,838).

Índice geral

No resultado geral, Carlos Barbosa, na Serra, ficou com a nota mais alta (0,892), seguida por Nova Bassano (0,867) e Água Santa (0,866). Já os municípios que apresentaram os piores índices foram Dom Feliciano (0,576), Alvorada (0,576) e Jaquirana (0,585).
No ranking das 20 cidades com mais de 100 mil habitantes, apenas cinco tiveram a pontuação acima de 0,8, considerada positiva. Bento Gonçalves ocupou o primeiro lugar com 0,846. Erechim ficou em segundo com 0,825 e Santa Cruz do Sul em terceiro, com 0,821. Porto Alegre aparece em quarto lugar com 0,819.

Em relação à renda, o município de Carlos Barbosa aparece novamente em primeiro lugar, com 0,971, seguido por Nova Bassano (0,946) e Água Santa (0,929). Na saúde, a cidade que ocupa a primeira colocação é Nova Roma do Sul (0,929), seguida por São Jorge (0,921) e Nova Araçá (0,917).

(Portal G1, 07/06/2017)

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support