O setor de Educação Ambiental do Instituto do Meio Ambiente (IMA/AL), em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE) e Secretaria de Estado de Educação (Seduc), desenvolveu um novo projeto voltado para a educação ambiental na rede pública de ensino. Trata-se do projeto Escola Sustentável, que visa adequar 14 escolas da rede estadual a ações sustentáveis no seu dia a dia.

Nessa quinta-feira (20) foi feita uma vistoria nas instalações da escola Estadual Maria Ivone, localizada no Conjunto Inocoop, no bairro Cidade Universitária, parte alta de Maceió. O momento foi marcado por uma socialização dos projetos de sustentabilidade que serão implementados. Ao final das atividades, um plantio simbólico foi realizado nas áreas verdes da escola.

As unidades selecionadas para receber o projeto-piloto são Eunice Lemos de Campos, José da Silveira Camerino, Maria Ivone Santos de Oliveira, Rosalvo Ribeiro, Princesa Isabel, Pofª Gilvana Ataíde Cavalcante Cabral, Onélia Campelo, Theotonio Vilela Brandão, Dr. Fernandes Lima, Profª Mirian Marroquim Q. Cavalcante, Profº Guiomar de Almeida de Peixoto, Profº Eduardo da Mota Trigueiros, Pofª Ana Coelho Palmeira e Vitorino da Rocha.

Estão sendo feitas vistorias técnicas em cinco das 14 unidades selecionadas. Em conjunto com os gestores das escolas, a equipe da Gerência de Educação Ambiental (Gedam) do IMA identificou uma série de possíveis intervenções.

Dentre as ações que fazem parte do projeto destacam-se uso e reuso de água, com a captação da água de chuva e de condicionadores de ar, além da construção de um jardim filtrante; substituição de lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED, instalação de sensores de presença, evitando que luzes permaneçam acesas quando não há pessoas no ambiente, e a instalação de placas fotovoltaicas para captação de energia solar.

A estruturação das áreas verdes também faz parte do projeto. Serão construídas hortas, jardins verticais e, ainda, renovação e recuperação das áreas de interação.

Outro ponto importante do projeto diz respeito aos resíduos sólidos, com a implantação de um sistema de coleta seletiva nas escolas, além da construção de composteiras, que darão uma destinação final correta aos resíduos orgânicos.

A concretização do projeto depende do trabalho mútuo das instituições envolvidas. A equipe da Gedam trabalha na perspectiva de que a escola é uma ambiente importante de socialização e construção de saberes que podem exemplificar e fundamentar mudanças de hábitos significativas para tornar a sociedade mais sustentável e ainda mais atuante na preservação do meio ambiente.

(Portal Primeira Edição, 20/07/2017)