Foto: Lucas Braga/UFMG

Trinta alunos concluíram o curso de formação de educadores indígenas com habilitação em ciências da vida e da natureza.

Nesta terça-feira (21), trinta alunos das etnias Pataxó, Xakriabá e Pataxó-Hã-Hã-Hãe se formaram no curso de formação intercultural de educadores indígenas, com habilitação em ciências da vida e da natureza, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Esta é a sexta turma formada pela instituição. O curso conta com apoio do Conselho Consultivo de Lideranças Indígenas, criado em 2013. Ele habilita os professores nas áreas de línguas, artes e literaturas; matemática; ciências da vida e da natureza e ciências sociais e humanidades.

Os alunos vestiram trajes tradicionais e cantaram músicas de suas aldeias durante a cerimônia. Cocares, chocalhos e pinturas corporais foram adereços quase obrigatórios na colação de grau.

Na turma há 15 formandos da etnia Xacriabá da cidade de São João das Missões (MG), dez pataxós de Porto Seguro, Santa Cruz de Cabrália e Prado (BA), três da etnia Pataxó Hãhãhãe de Itaju do Colônia (BA) e Pau Brasil (BA) e outros dois pataxós de Itapecerica (MG).

A ideia é que os formandos retornem às duas comunidades e ampliem o conhecimento que obtiveram na universidade.

(Portal G1, 21/05/2019)

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support