(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Ricardo Tadeu Marcílio usa a técnica há cerca de um ano e já percebeu resultados. Ele leva violão e caixas de som para as aulas.

O professor Ricardo Tadeu Marcílio, que ensina geografia em uma escola pública de Palmas, resolveu inovar ao ensinar o conteúdo aos estudantes. Ele usa músicas que tratam de temas ligados a disciplina para gerar debates e introduzir os assuntos nas aulas. O repertório vai de Legião Urbana a Nação Zumbi, com clássicos como ‘Que País é Esse?’ e ‘A Cidade’.

Ricardo explica que a ideia surgiu de algumas pequisas que fez e do hábito de observar quais técnicas de ensino têm melhor resultado para os estudantes. “Buscando essa inovação, sempre, com o olhar de pesquisador. E trazendo as novidades para sala de aula no intuito de melhorar o ensino e a aprendizagem dos alunos”, diz ele.

Ele leva a caixa de som, um computador e o violão para a sala. A iniciativa começou há cerca de um ano. Os alunos têm entre 11 e 16 anos. Temas como política, racismo e terras quilombolas são tratados através das canções.

“É mais interessante, entendeu. Fica na cabeça. Música é uma coisa que a gente grava muito fácil, então fica mais fácil para a gente”, comenta a estudante Karlla Cristina Lopes, que está se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O diretor da escola, Osvaldo Soares, disse que o projeto está ajudando a melhorar o rendimento dos alunos. “Hoje nós somos uma das cinco melhores no rendimento na rede de Palmas. A música, a interação entre professor e aluno e comunidade faz com que a escola cresça e comecem a surgir novos talentos”, disse.

(Portal G1, 17/08/2017)