Obra ‘A menina borboleta que não sabe voar’ foi escrita e ilustrada por Angelina de Souza Evangelista, que cursa o 2º ano do ensino fundamental da Escola Municipal José Juarez Reis Franco.

Com apenas sete anos, uma aluna de uma escola pública de Piraí lançou, no dia 1º de setembro, seu primeiro livro durante a 18ª edição da Bienal do Rio de Janeiro. Ele foi escrito e ilustrado por Angelina de Souza Evangelista, que cursa o 2º ano do ensino fundamental da Escola Municipal José Juarez Reis Franco, no distrito de Arrozal. Intitulada “A menina borboleta que não sabe voar”, a história surgiu quando Angelina, tinha cinco anos, ao fazer um trabalho da escola.

“Tudo começou com uma folha branca que a minha ex-professora do ‘pré’ me deu. Aí, eu queria fazer uma história sobre uma borboleta. Quando cheguei em casa, eu colei as folhas e botei pra secar. Aí, comecei a pensar na história”, relembrou Angelina.

A obra conta a história de uma menina que tinha asas de uma borboleta, mas tinha medo de voar. No conto, a personagem não tem nome. Mas bem que poderia ser Angelina. As semelhanças entre a menina borboleta e a pequena escritora vão além dos cabelos escuros. As duas carregam uma determinação de gente grande.

“No começo, achei que fosse só desenho de criança do ‘pré’, mas quando ela terminou o livro, que eu peguei, fui ler e vi que a história tinha sentido e continuidade achei aquilo superbacana e resolvi guardar. Estou superfeliz, uma conquista pra minha filha.”, disse a mãe de Angelina, Daiana da Cruz de Souza Evangelista, que trabalha como professora na mesma escola em que a filha estuda.

A história inocente deu vida ao primeiro livro da menina, publicado esse ano. E nesta sexta-feira, a autora mirim de apenas sete anos, se tornou a escritora mais jovem da história de Piraí a lançar um livro em um dos eventos mais conceituados da literatura, a Bienal do Rio.

“Gostei muito do livro. Fala sobre acreditar que você vai conseguir. Acho que ela teve muita criatividade pra fazer um livro tão legal”, elogiou Melissa Machado de Almeida, de 8 anos, colega de turma de Angelina.

Na sala de aula, os coleguinhas agora se inspiram em Angelina e na história criada por ela, que saiu das páginas para a vida real.

A Bienal do Livro do Rio começou na quinta-feira e vai até o outro domingo, dia 10 de setembro, no Riocentro, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da capital.

(Portal G1, 01/09/2017)