Eles são pequenos professores pardais, que inventaram muita coisa séria e importante na base da brincadeira. Das oficinas dos inventores mirins saíram microcápsulas de lavanda para reduzir o estresse dos astronautas, botas com eletroímã para eles exercitarem as pernas, cromoterapia para fazer os homens do espaço dormirem melhor.

Haja eureka pra esta turma. Os projetos saíram de três escolas municipais de Curitiba, que se destacaram no torneio de Robótica do Rio de Janeiro na semana passada.

No total são 23 alunos que compõem as equipes de robótica Conectados, da Escola Municipal Coronel Durival Britto e Silva, no bairro Cajuru, a Cyber Rex, da Escola Prefeito Omar Sabbag, também no Cajuru, e a Fusion Robôs, da Escola São Miguel, na CIC.

João Pedro, de 11 anos, falou sobre a experiência no Rio de Janeiro. Para conquistar o direito de participar do evento em solo carioca, eles inventaram um artefato que facilita a vida dos astronautas em órbita.

Como não há gravidade, eles precisam fazer exercícios constantemente para manter a musculatura e estrutura óssea em ordem. João Pedro explicou o processo de criação da bota com eletroímãs. “A gente desenvolveu uma bota magnética que vai ajudar os astronautas a fazerem os seus exercícios la no espaço, onde não há gravidade”, explica.

A Yasmin é da equipe Conectados, da Escola Municipal Coronel Durival Britto e Silva. Eles criaram algo também pensando na saúde daqueles que são obrigados a viverem um tempo no espaço.

Para acabar com a ansiedade dos astronautas, cápsulas com extrato de uma plantinha bem conhecida nos jardins pelo mundo: a lilás e cheirosa lavanda. “Para aprimorar, nós fizemos cápsulas que contém o aroma e o pó da lavanda. Isso ajuda a reduzir a ansiedade no espaço”.

Os alunos da equipe Conectados foram classificados para o Aberto Internacional de Robótica do Líbano, no continente asiático.

De acordo com a professora Silmara Campesi Cesáreo, responsável pela Gerência de Inovação Pedagógica, o desempenho das crianças curitibanas merece ser tratado como um feito com direito à comemoração “Nós levamos três equipes para o nacional. Nós éramos a única escola pública dentro do torneio. Nas equipes de escola pública, estávamos lá. Dessas três equipes, uma está indo para a Internacional, que vai ser no Líbano. Das 82 escolas que estavam no Rio de Janeiro, nós estamos levando uma para o nacional.

O torneio no Líbano vai acontecer de 14 a 16 de junho deste ano.

(Paraná Portal, 24/03/2019)

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support