Empenho, dedicação e força de vontade fizeram do aluno do 9º ano da Escola Municipal Olívio Ribeiro Campos, Leonardo Lima Silva, 14 anos, tricampeão da 12ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas 2017 (OBMEP) e que neste ano foram incluídas escolas do ensino privado. Ele voltou do Rio de Janeiro (RJ), na semana passada, onde foi receber a medalha de ouro, referente à premiação de 2016, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Este ano, Leonardo competiu com mais de 19 milhões de alunos em todo Brasil em 20 questões de múltipla escolha. Para ele não tem segredo, basta estudar.

“Eu fico muito feliz com esses resultados, só que mais importante que todas as medalhas que ganhei até hoje, também me deixa muito feliz poder impactar as pessoas ao meu redor, meus amigos. Mostrar que apesar de todas as dificuldades, eles possam ver todas as oportunidades que os estudos têm trazido para minha vida e que isso pode acontecer na vida deles também”, ressaltou.

Ao chegar de viagem Leonardo Lima teve mais uma surpresa. Ele foi recebido pelo professor de Educação Física da sua unidade de ensino e também tutor pedagógico, Antônio Ronismar de Andrade, que o entregou a medalha de ouro pela conquista na 20ª Olimpíada de Astronomia e Astronáutica (OBA). O professor foi um dos primeiros a identificar o talento de Leonardo para os estudos e foi quem o inscreveu em suas primeiras competições Brasil afora.

“Para mim não foi surpresa essas duas premiações. Estava só esperando ele chegar. Fico muito emocionado porque é um menino de uma comunidade carente que tem dedicação e foco. Creio que ele seja o único estudante do país a ter quatro medalhas da OBMEP, sendo uma de bronze e três de ouro. E se Deus quiser no próximo ano vem mais medalhas. Leonardo é inspiração e modelo não apenas para seus colegas de escola, mas para os jovens da comunidade, e mostra que com disciplina e força de vontade, os estudos podem de fato transformar e melhorar vidas”, disse com orgulho o professor Ronismar.

Para poder competir Leonardo contou com ajuda de professores de ciências e para colaborar nas pesquisas e estudos, em 2016, ganhou um notebook da Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa (Sedec) como reconhecimento pela premiação na OBMEP de 2015.

Leonardo também contou com um carro da Sedec que o levava quinzenalmente para ter aulas com professores de matemática da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). As provas da OBA aconteceram no mês de maio, aqui em João Pessoa, mas o resultado foi divulgado na terceira semana do mês de novembro. Participaram 661.359 alunos distribuídos por 7.294 escolas públicas e privadas de todo o Brasil.

Formação – Leonardo Lima, morador da Comunidade do Timbó, sempre estudou na rede municipal de ensino, muito embora, depois de todas as vitórias em competições de nível nacional, tenha atraído olhares de escolas particulares renomadas na Capital, chegando a receber convites para estudar nessas instituições privadas, mas recusou todas elas por gostar de sua escola, Olívio Ribeiro Campos, localizada no bairro dos Bancários e por se sentir útil para seus colegas.

Mais medalhistas – Leonardo Lima Silva ainda conquistou o terceiro lugar na 11ª Mostra Brasileira de Foguetes.

Também foram premiados na OBA, Rosean Ribeiro Barbosa, medalha de prata, e Cristiano Jonas Amaro de Oliveira, com medalha de bronze, ambos da Escola Municipal Antônio Santos. Mariana Melo Araújo, aluna da Escola Municipal Darcy Ribeiro, conquistou o terceiro lugar.

A Olímpiada é organizada anualmente por uma comissão de astrônomos profissionais pertencentes a Sociedade Astronômica Brasileira e por Engenheiros da Agência Espacial Brasileira.

(Portal Paraíba Online, 26/11/2017)